" />
Conecte-se agora

Ex-guerrilheiro e um dos líderes históricos do chavismo, Alí Rodríguez Araque, embaixador da Venezuela em Cuba, morreu nesta segunda-feira (19) aos 81 anos em Havana, noticiou a TV estatal venezuelana.

Ex-ministro da Energia e ex-presidente da petroleira PDVSA, Rodríguez foi aliado-chave do falecido ex-presidente Hugo Chávez (1999-2013). Durante o tempo em que atuou como secretário-geral da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP), entre 2001 e 2002, o bloco empreendeu uma política de cortes que elevou os preços do petróleo após fortes quedas na década de 1990.

Ocupou igualmente os ministérios das Relações Exteriores, Economia e Finanças, e Energia Elétrica durante o governo do falecido líder socialista.
Desde 2014, com Nicolás Maduro como presidente, Rodríguez desempenhava como embaixador do Caracas em Cuba.

Em novembro do ano passado, em meio a uma severa queda da produção venezuelana de petróleo desde 3,2 milhões de barris diários a menos de 1,2 milhão em uma década, Maduro o nomeou como presidente honorário da PDVSA, companhia que atualmente é chefiada por um militar: Manuel Quevedo.

“Acaba de falecer em Havana nosso querido companheiro, Ali Rodríguez. Comandante guerrilheiro, homem honesto, reto e amigo. Deu muitas batalhas pelo socialismo”, lamentou no Twitter Rafael Ramírez, que o sucedeu como ministro do Petróleo e presidente da PDVSA.
Antes da ascensão do chavismo, foi deputado do velho Congresso.

AFP

Continue Lendo
Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of