" />
Conecte-se agora

Sociedade

Deficientes de guerra tornam-se “pedintes” no Zango

Redação

Publicados

on

- ASSOCIACAO KC - Deficientes de guerra tornam-se “pedintes” no Zango

Vários cidadãos com mobilidade reduzida em Angola, fruto do conflito armado de mais de 27 anos, que Angola conheceu, tornaram-se “mendigos” no distrito do Zango Município de Viana.

Com 49 e 58 anos de idades, dois antigos combatentes e moradores do Zango lembram-se tristemente por mais um dia da independência que Angola assinalou no domingo passado. E dizem se sentir abandonados pela elite governamental.

Segundo Conceição Ana Bela Cuindama de 49 anos de idade foi da Organização dos Pioneiros Angolanos – OPA, na década 80 e mais tarde passou a militar nas fileiras da Juventude do MPLA, JMPLA com os seus 17 anos de idade. Cuindama pertenceu do acampamento no município de Cangumbe, província do Moxico onde terá pisado uma mina tendo perdido um dos membros inferior direito.

Passado 38 anos com 8ª classe Conceição Ana Bela Cuindama não possui uma cadeira de rodas para poder se locomover, sem filhos e sem marido.
Conceição fez o curso de costureira no Centro Ortopédico em Luanda. Mais por falta de ajuda hoje encontra-se numa situação precária, vive com os seus Sobrinhos filho do seu irmão que também é deficiente físico ~sobrevive se arrastando e das migalhas de quem os senti pena. Cuindama fez saber que tem passado por momentos de grande precariedade: “vivo no zango e passo por momentos muito difíceis” disse.

Conceição Ana Bela Cuindama aproveitou ainda a presença da nossa equipa de reportagem, para deixar o seguinte apelo: “eu preciso no mínimo uma máquina de costura para poder trabalhar” disse.

Quem também se queixa é o antigo militar da Forças Armadas Angolana António Francisco de 58 anos de idade mutilado da perna esquerda e sego, abandonado pela esposa, que diz não haver outro meio para poder dar de comer aos seus filhos por isso decidiu pedir esmola para sobreviver: “peço as pessoas de bom senso que me ajudem por favor” disse.

António Francisco nasceu aos 20 de Julho de 1960, tem 58 anos de idade, antigo combatente perdeu a sua perna na guerra de libertação de Angola e sofre de cataratas foi abandonado pela sua esposa em casa com as crianças.

A esposa não suportando mais ele que se encontrava nesta situação, tentou vender a casa onde supostamente António Francisco encontrava-se com os seus quatros filhos, e tentou impedir a sua esposa, ao impedir as suas esposa tentou matando ele com uma faca, mais graças as vizinhas que foram impedir. Hoje com as suas deficiências Francisco é submetido a pedir esmola para sustentar os seus quatros filhos: “estou aqui passando por momentos muito difíceis” lamentou.

António Francisco apela ao governo uma vez que contribuiu para independência do nosso país e que hoje é obrigado a viver sem uma das pernas para lhe ajudarem.

Augusto Tiago – Rádio Comunitária do Zango II

Continue Lendo
Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of
Publicidade

Autores

Ana Margoso
Ana Margoso (5)

Jornalista

António Sacuvaia
António Sacuvaia (142)

Editor

Ladislau Neves Francisco
Ladislau Neves Francisco (7)

Politólogo - Comunicólogo - Msc. Finanças

Olivio N'kilumbo
Olivio N'kilumbo (8)

Politólogo

Vasco da Gama
Vasco da Gama (33)

Jornalista

Victor Hugo Mendes
Victor Hugo Mendes (9)

Jornalista e Escritor

Walter Ferreira
Walter Ferreira (4)

Coordenador da Plataforma Juvenil para a Cidadania

Publicação