" />
Conecte-se agora

O pentacampeão mundial de Fórmula 1 Lewis Hamilton mostrou-se cético sobre um Grande Prêmio no Vietnã a partir de 2020, em declarações transmitidas nesta quarta-feira à BBC.

“Estive no Vietnã e é um país muito bonito. Estive na Índia para disputar uma corrida de F1. Foi estranho, porque em um país com tanta pobreza você tinha um circuito muito bonito no meio do nada. Tive uma mistura de sensações quando fui a este GP”, declarou o britânico.
“Tivemos um GP na Turquia e não veio quase ninguém. Um bom circuito, bom final de semana, mas uma baixa audiência”, acrescentou o piloto de 33 anos.
A F1 ampliou seu espectro desde os anos 2000 em novos países: Malásia (entre 1999 e 2017), China (desde 2004), Bahrein (desde 2004), Turquia (entre 2005 e 2011), Singapura (desde 2008), Abu Dhabi (desde 2009), Coreia do Sul (entre 2010 e 2013), Índia (entre 2011 e 2013), Rússia (desde 2014) e Azerbaijão (desde 2016).

A competição prosperou em Singapura, que recebe um GP urbano e noturno, mas na Índia e na Coreia do Sul não gerou muito entusiasmo.
Hamilton preferia um aumento de GPs nos países com tradição automobilística, antes de ampliar para novos mercados.

“Do ponto de visto da corrida, não sei até que ponto é importante ir pra novos países”, questionou o piloto.

AFP

Continue Lendo
Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of