" />
Conecte-se agora

Os profissionais do Hospital Maria-Pia, estão a ser acusados por um cidadão, pai de uma menina de 7 anos, de terem usado durante uma transfusão , sangue contaminado pelo Vírus do HIV-SIDA.

Segundo o Pai da menina, a data dos factos remonta no dia 10 de outubro, quando o progenitor deslocou-se com a sua filha que padecia de um abcesso ao Hospital Maria-Pia com objectivo de fazer uma consulta, mas que acabou por ser diagnosticada com uma anemia, que segundo os médicos havia necessidade de se fazer uma transfusão, conforme conta o Pai.

A doação do sangue foi feita pelo pai, mas a transfusão só chegou a ser realizada dias depois… Passando mais alguns dias, a menina foi diagnosticada com o Vírus do HIV-SIDA, pela surpresa do pai, que indignado procurou pedir explicação de como seria possível a sua filha ter entrado num hospital saudável, e sair infectada pelo Sida.

O facto, depois de ter divulgado por alguns órgãos, teve a intervenção da Ministra da Saúde, que deslocou-se ao Local, mas, segundo conta o Pai, acabou por defender os enfermeiros, numa tentativa de querer abafar o caso.

Continue Lendo
Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of