" />
Conecte-se agora

Mundo

“O Partido Republicano conseguiu uma vitória histórica no Senado”

O presidente norte-americano está a abordar os resultados das eleições intercalares.

administrador

Publicados

on

- TRUMP - “O Partido Republicano conseguiu uma vitória histórica no Senado”

Nas primeiras declarações públicas depois das midterms, as eleições intercalares, Donald Trump preferiu salientar o desempenho republicano na Câmara do Senado. “Foi uma noite incrível. O Partido Republicano conseguiu uma vitória histórica no Senado”, afirmou o presidente norte-americano.

Trump referiu que estas intercalares “desafiaram a história” e optou por não dar grande importância ao facto dos democratas terem recuperado o controlo da Câmara dos Representantes no Congresso.

Para Trump, o resultado obtido pelo Partido Republicano nas intercalares deve ser ainda mais reconhecido já que aconteceu num cenário “de grandes doações para os candidatos democratas” que tiveram “o apoio da comunicação social”.

Na antecâmara destas eleições, falou-se numa possível ‘onda azul’, numa alusão à cor que representa o Partido Democrata. Algo que surpreendeu Trump. “Não sei se alguma vez existiu uma ‘onda azul'”, frisou.

Referindo que “esta eleição marca a maior conquista no Senado para o partido de um presidente nas suas primeiras intercalares”, Trump sublinhou que os candidatos democratas ao Senado foram “reprovados” pelos eleitores pela forma como “geriram as audições para a nomeação de Brett Kavanaugh para o Supremo”. Por outro lado, “foi transmitida uma grande energia aos republicanos pela forma como apoiaram Kavanaugh”.

O Chefe de Estado tentou justificar parcialmente a derrota na Câmara dos Representantes com o número elevado de “congressistas republicanos que se reformaram”.

“Pode ser uma situação maravilhosa de bipartidarismo”

Trump disse que algumas das medidas que a sua administração tem levado a cabo são populares entre os eleitores e ficaram comprovadas nas eleições intercalares. “A forma como baixámos os impostos, como baixámos o crime, como reforçámos a fronteira deu resultados ontem (madrugada desta quarta-feira em Portugal)”.

O presidente destacou que a “América está em crescimento como nunca” e que, independentemente da divisão que agora se vai verificar no Congresso, “é altura de membros de ambos os partidos se juntarem, deixarem as diferenças partidárias de lado, e contribuírem para o milagre económico dos Estados Unidos”.

Com os democratas a controlarem agora parte do Capitólio, Donald Trump terá acrescidas dificuldades em ver aprovadas algumas das medidas que pretende implementar. Questionado várias vezes pelos jornalistas sobre se isso poderia levar ao ‘shutdown’ do governo, o presidente descartou esse cenário, afirmando que espera que os dois partidos “trabalhem em conjunto” até porque “têm muito em comum”.

“Esta pode ser uma situação maravilhosa de bipartidarismo”, realçou Trump.

Mas o presidente sabe que a partir de agora o jogo será diferente e que se quiser que as suas iniciativas sejam aprovadas no Congresso poderá ter pela frente negociações mais complicadas com os democratas. Nada que o preocupe. “Sou melhor neste jogo do que eles”, atirou Donald Trump.

Nas eleições intercalares o Partido Republicano manteve e até reforçou a maioria da Câmara do Senado mas perdeu a Câmara dos Representantes para os democratas.

NM

Continue Lendo
Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of
Publicidade

Autores

Ana Margoso
Ana Margoso (3)

Jornalista

António Sacuvaia
António Sacuvaia (123)

Editor

Diavita Alexandre Jorge
Diavita Alexandre Jorge (5)

Politologo

Ladislau Neves Francisco
Ladislau Neves Francisco (7)

Politólogo - Comunicólogo - Msc. Finanças

Olivio N'kilumbo
Olivio N'kilumbo (8)

Politólogo

Vasco da Gama
Vasco da Gama (30)

Jornalista

Victor Hugo Mendes
Victor Hugo Mendes (8)

Jornalista e Escritor

Walter Ferreira
Walter Ferreira (2)

Coordenador da Plataforma Juvenil para a Cidadania

Publicação

© 2016 - 2018 Todos os direitos reservados a Correio Kianda. | Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização.
Ficha Técnica - Estatuto Editorial RGPD