" />
Conecte-se agora

Cultura

Galeria MOVART apresenta exposição “ESCOLA AO LADO” da artista portuguesa Rita GT

Redação

Publicados

on

- DSC 6023 - Galeria MOVART apresenta exposição “ESCOLA AO LADO” da artista portuguesa Rita GT

A Galeria MOVART apresente pela primeira vez em exposição individual a artista portuguesa Rita GT com o projecto ESCOLA AO LADO. Com abertura marcada para o dia 23 de Novembro às 18H:00, a exposição surge de um projecto itinerante que teve inicio em Londres e chaga agora a capital angolana.

ESCOLA AO LADO é um dos mais recentes trabalhos de Rita RT, uma série composta em lições itinerantes que desafiam e suscitam, ao mesmo tempo, esquemas de aprendizagem sobre o presente vernáculo. Com curadoria da investigadora Ana Cristina Cachola, o objetivo do projecto é desconstruir as hierarquias no dispositivo escolar e questionar a rigidez dos modelos atuais de produção e circulação do conhecimento.
Performativa, expositiva, interventiva e recreativa: nesta “sua” escola, a estrutura de participação é horizontal, sem existência de hierarquias nem papéis fixos – o conhecimento constrói-se e está em aberto.

SÓ BUMBA NA CHICALA será a lição número dois da série, e tal como tem vindo a ser habitual no percurso da artista, a exposição conta com a colaboração de outros artistas, neste caso, a escola informal do artista angolano Nelo Teixeira.
As transformações do Bairro da Chicala 2, onde Nelo Teixeira vive e trabalha, a herança do povo Axiluanda, a vivência do público e do privado, serão algumas das questões em foco – e em discurso direto, como realça a curadora Ana Cristina Cachola. “Nesta escola todas as vozes são ouvidas”.
Além do conjunto de obras que vão estar em exposição, e que foram criadas pela artista durante um período de trabalho na Chicala, a lição SÓ BUMBA NA CHICALA vai incluir também um diversificado e inusitado programa de aulas/performances de poesia, carpintaria e kuduru.
A exposição ficará aberta ao público de 23 de Novembro a 31 de Janeiro de 2019.

Nascida no no Porto (1980), a artista reside e trabalha há vários anos, entre Viana do Castelo e Luanda. Licenciada em Design de Comunicação pela Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto, tem, no currículo, dezenas de exposições individuais e coletivas, em Portugal e no estrangeiro, e é internacionalmente uma das mais destacadas artistas portuguesas a refletir sobre os temas da identidade e memória, género e colonialismo.

Entre outros, foi a co-fundadora do colectivo e.studio Luanda, recebeu, em 2013, a bolsa Moving Africa atribuído pelo Goethe Institut, através da Wits University, em Joanesburgo, na África do Sul, e foi comissária do Pavilhão de Angola na Bienal de Veneza, em 2015, com curadoria de António Ole. Em 2017 foi uma das artistas não-africanas, e a única de Portugal, convidada a expor na 1a Bienal de Lagos, na Nigéria.

Nas suas obras, trabalha principalmente com cerâmica, instalação, performance, vídeo e fotografia e os seus trabalhos são descritos frequentemente como interventivos, subversivos e inconformistas

Continue Lendo
Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of
Publicidade

Autores

Ana Margoso
Ana Margoso (3)

Jornalista

António Sacuvaia
António Sacuvaia (123)

Editor

Diavita Alexandre Jorge
Diavita Alexandre Jorge (5)

Politologo

Ladislau Neves Francisco
Ladislau Neves Francisco (7)

Politólogo - Comunicólogo - Msc. Finanças

Olivio N'kilumbo
Olivio N'kilumbo (8)

Politólogo

Vasco da Gama
Vasco da Gama (30)

Jornalista

Victor Hugo Mendes
Victor Hugo Mendes (8)

Jornalista e Escritor

Walter Ferreira
Walter Ferreira (2)

Coordenador da Plataforma Juvenil para a Cidadania

Publicação

© 2016 - 2018 Todos os direitos reservados a Correio Kianda. | Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização.
Ficha Técnica - Estatuto Editorial RGPD