" />
Conecte-se agora

Politica

João Lourenço concede audiência a associações empresariais

Redação

Publicados

on

- jlo33 - João Lourenço concede audiência a associações empresariais

O Presidente da República, João Lourenço, concedeu, ontem, quinta-feira (01), no Palácio Presidencial, em Luanda, uma audiência colectiva a representantes de quatro associações empresariais angolanas, a pedido destas.

Participaram nela, mandatários da Associação Agro-Pecuária de Angola (AAPA), da Associação de Empresas de Comércio e Distribuição Moderna de Angola (ECODIMA), da Associação de Concessionários de Equipamentos de Transporte Rodoviário e Outros (ACETRO) e da Associação dos Hotéis e Resorts de Angola (AHRA).

O objectivo foi o de apresentar ao Chefe de Estado um pacote de preocupações e ideias que gostariam de ver acolhidas pelo Executivo, de modo a favorecer uma reanimação da economia, nas respectivas áreas de intervenção, tendo apresentado sugestões como a necessidade de se criar em Angola um Banco de Fomento Agrícola, de se adoptarem mecanismos que agilizem a obtenção do visto de trabalho e que se olhe, também, para a pressão das multas sobre as empresas e a legalização da propriedade.

No conjunto, as associações apresentaram cerca de três dezenas de assuntos, julgados fundamentais para o seu desempenho futuro, sob o testemunho do ministro de Estado para o Desenvolvimento Económico e Social, Manuel Nunes Júnior, dos ministros das Finanças, Árcher Mangueira, do Comércio, Jofre Van-Dúnem e da Indústria, Bernarda Martins e do governador do Banco Nacional de Angola, José de Lima Massano.

Segundo uma nota que o Correio da Kianda teve acesso, a propostas apresentadas pela AAPA, representada por Lopes Paulo e Carlos Cunha, são os seguinte:
1- Criação de um banco de fomento agropecuário;
2- Absorção pelo estado do risco cambial nas operações de crédito bancário em moeda externa;
3- Abrangência do Fundo de Garantia de Crédito para suportar empréstimos bancários no âmbito das linhas de financiamento do BAD, IFC e outras similares;
4- Criação de uma instituição do género da RECREDIT para reestruturação da dívida por financiamento bancário das empresas do sector privado;
5- Isentar as empresas do sector da imposição de venda de 50% das divisas resultantes de exportações, aos bancos comerciais considerando a depreciação da moeda;
6- Passar de 10% para 25% o volume de despesas não suficientemente documentadas a considerar como custo fiscal;
7- Facilitação dos vistos de trabalho para estrangeiros no sector incluindo a sua obtenção local a exemplo do que ocorre com o setor petrolífero;
8- Criação de rede de frio para armazenamento de produtos agrícolas para mitigar as perdas por não comercialização imediata;
9- Incentivar o financiamento da pequena indústria de transformação rural, que permita criar valor adicional aos produtos agrícolas e alargar a sua comercialização e consumo;
10- Implementação do subsídio ao combustível e subsídio à produção;
11- Criação de sobretaxa para determinados produtos cujo valor se reverteria para um fundo de fomento agrário.

Após ter escutado as preocupações das associações, o Presidente João Lourenço orientou para que elas trabalhem, já na próxima semana, com os ministros dos respectivos sectores, após o que deverão submeter a ele os resultados dessa diligência.

Continue Lendo
Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of
Publicidade

Autores

Ana Margoso
Ana Margoso (3)

Jornalista

António Sacuvaia
António Sacuvaia (123)

Editor

Diavita Alexandre Jorge
Diavita Alexandre Jorge (5)

Politologo

Ladislau Neves Francisco
Ladislau Neves Francisco (7)

Politólogo - Comunicólogo - Msc. Finanças

Olivio N'kilumbo
Olivio N'kilumbo (8)

Politólogo

Vasco da Gama
Vasco da Gama (30)

Jornalista

Victor Hugo Mendes
Victor Hugo Mendes (8)

Jornalista e Escritor

Walter Ferreira
Walter Ferreira (2)

Coordenador da Plataforma Juvenil para a Cidadania

Publicação

© 2016 - 2018 Todos os direitos reservados a Correio Kianda. | Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização.
Ficha Técnica - Estatuto Editorial RGPD