" />
Conecte-se agora

Sociedade

Luís Alexandre: “Casas aos subchefes e agentes atestam cáracter inclusivo do cofre da polícia”

Redação

Publicados

on

- WhatsApp Image 2018 10 31 at 21 - Luís Alexandre: “Casas aos subchefes e agentes atestam cáracter inclusivo do cofre da polícia”

O Cofre de Previdência do Pessoal da Polícia Nacional procedeu, ao meio da manhã desta Quarta-feira, 31 no Projecto Habitacional Oásis, sito no Zango lll, ao Município de Viana, em Luanda, a entrega simbólica de cerca de 30 moradias, num total disponível de 176.

A entrega das moradias que se enquadra numa das atribuições daquela associação de carácter mutualista foi, oficialmente, presidida pelo Presidente da Mesa da Assembleia Geral, Comissário-Geral, Paulo de Almeida acompanhado dos membros do Conselho de Direcção, Fiscal do COFRE, oficiais comissários e intermédios da corporação.

Ao tomar da palavra o Comissário Luís Alexandre, Presidente de Direcção do COFRE, disse ser importante que os associados, de modo geral, percebam que a instituição que dirige está para servir a todos os sócios independentemente da sua qualificação técnica ou profissional.

“a entrega destas casas a sócios com patentes básicas na corporação, como agentes, subchefes e oficiais subalternos, como estão a ver agora, contraria algumas vozes que defendem que os apoios do COFRE só beneficiam pessoas que constituem a “elite” da Polícia Nacional. Disse. Nós existimos para servir todos, desde que sejam essencialmente, efectivos da Polícia e sócios. É esse o nosso objectivo e é isto que continuaremos a defender e a praticar”! Concluiu o Comissário da Polícia Nacional.

Um dos subchefes comtemplados, visivelmente feliz, é Tatiana Reis que agradeceu a entrega e pediu que o mesmo seja feito sempre aos demais associados da instituição.

A nossa reportagem apurou que aquele projecto comporta várias fases e esta é a primeira cujas habitações foram levantadas com apoios de Bancos de direito angolano que, auguram, continuar a ser a melhor via para a construção de moradias de baixa e média rendas, num mercado em que o material de construção é cada vez mais caro.

A questão da falta de apoios levou o Presidente da Mesa de Assembleia Geral, Comissário-Geral, Paulo de Almeida a apelar aos bancos e outras instituições financeiras do País a estabelecerem parcerias com o COFRE no sentido de ajudar mais associados, fundamentalmente, no sector imobiliário cujas dificuldades são visíveis a o dos os níveis. Paulo de Almeida espera, também, que a associação seja reconhecida como instituição de utilidade pública e, por via disso, possa receber dotação orçamental do Estado afim de prosseguir com êxito com a sua vocação.
Recorde-se que recentemente, o Cofre de Previdência apresentou o relatório de balanço do ano 2017. Publicado no Jornal de Angola, na sua edição de 15 de Junho de 2018, o relatório apresenta, em síntese, os dados mais importantes referentes aos últimos dez anos de exercício.

Lê-se no relatório, que “em 2006 o Cofre tinha activos avaliados em Akz 3,70 Mil Milhões resultante de quotas e outras receitas. Ao longo dos últimos 10 (Dez) anos de mandato, foram arrecadadas cerca de Akz 32,32 Mil Milhões, resultante de quotizações e demais receitas, que somados aos activos de 2006 totalizam Akz 36,03 Mil Milhões.

Hoje, segundo o relatório tornado público, os activos do Cofre alcançaram a cifra de Akz 77,72 Mil Milhões, fruto de um rigoroso e inovador exercício de gestão da actual Direcção, que culminou com a criação de uma mais-valia na ordem de Akz 41,68 Mil Milhões, em benefícios futuros para os Associados e seus familiares, representando um crescimento acumulado de 393%” frisou!

O COFRE, como dissemos, é uma associação mutualista que atende sócios efectivos da Polícia Nacional e tem representação em todas as Unidades Centras e Comandos Provinciais da Polícia Nacional e acompanha a organização daquela corporação nacional.

Continue Lendo
Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of
Publicidade

Autores

Ana Margoso
Ana Margoso (3)

Jornalista

António Sacuvaia
António Sacuvaia (123)

Editor

Diavita Alexandre Jorge
Diavita Alexandre Jorge (5)

Politologo

Ladislau Neves Francisco
Ladislau Neves Francisco (7)

Politólogo - Comunicólogo - Msc. Finanças

Olivio N'kilumbo
Olivio N'kilumbo (8)

Politólogo

Vasco da Gama
Vasco da Gama (30)

Jornalista

Victor Hugo Mendes
Victor Hugo Mendes (8)

Jornalista e Escritor

Walter Ferreira
Walter Ferreira (2)

Coordenador da Plataforma Juvenil para a Cidadania

Publicação

© 2016 - 2018 Todos os direitos reservados a Correio Kianda. | Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização.
Ficha Técnica - Estatuto Editorial RGPD