" />
Conecte-se agora

Sociedade

Acordo com sindicato põe fim à greve na TCUL

Redação

Publicados

on

- TCUL - Acordo com sindicato põe fim à greve na TCUL

A greve intercalada que decorria, desde o dia 23, na empresa de Transportes Colectivos Urbanos de Luanda (TCUL) e que levou à paralisação de 60 dos 80 autocarros de circulação urbana, foi le vantada quinta-feira, após intensas negociações entre as partes, informou, ontem, o coordenador do bureau sindical da referida instituição, Octávio Francisco.

O sindicalista que falou para o JA, disse que os trabalhadores levantaram a greve depois de receberem da empresa a garantia de cumprimento, a partir do próximo mês, de parte dos pontos constantes do caderno reivindicativo.

Segundo Octávio Francisco, a entidade patronal comprometeu-se a pagar, nos primeiros dias de Novembro, parte dos 33 meses em atraso, referentes as diuturnidades, bem como a redução da dívida com a Segurança Social, avaliada em cerca de 32 milhões de kwanzas.

“O pagamento da dívida na Segurança Social vai permitir a saída de trabalhadores que já estão em tempo de reforma”, frisou o sindicalista, para quem, caso a entidade patronal não honre a palavra, uma nova greve poderá ser convocada, desta vez, para “paralisar os 240 autocar- ros que compõem a frota da transportadora.

“A greve é interpolada. Em caso de incumprimento das promessas, a próxima a ser convocada vai ser a 100 por cento”, alertou o sindica- lista, tendo adiantado que a questão dos atrasos no paga- mento dos salários é o que mais preocupa os trabalha- dores, por registar atrasos de dez meses.

“Nos últimos meses, chegam a demorar dois meses”, salientou. Numa nota de imprensa tornada pública ontem, o Conselho de Administração da TCUL-EP, comprometeu- se a pagar a dívida referente ao subsídio de diuturnidade e à Segurança Social, de modo a regularizar a reforma de 104 trabalhadores.

O documento diz que a TCUL vai pagar regularmente os salários e os respectivos encargos sociais dos meses de Outubro, Novembro e Dezembro, seguro de aci- dente de trabalho do primeiro semestre de 2018, reactivando, deste modo, a apólice do seguro de trabalho junto da ENSA.
A TCUL assegurou o paga- mento, na totalidade, da dívida da quota sindical referente ao ano de 2018, bem como a implementação do subsídio de alimentação.

Continue Lendo
Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of
Publicidade

Autores

Ana Margoso
Ana Margoso (3)

Jornalista

António Sacuvaia
António Sacuvaia (122)

Editor

Diavita Alexandre Jorge
Diavita Alexandre Jorge (5)

Politologo

Ladislau Neves Francisco
Ladislau Neves Francisco (7)

Politólogo - Comunicólogo - Msc. Finanças

Olivio N'kilumbo
Olivio N'kilumbo (8)

Politólogo

Vasco da Gama
Vasco da Gama (30)

Jornalista

Victor Hugo Mendes
Victor Hugo Mendes (8)

Jornalista e Escritor

Walter Ferreira
Walter Ferreira (2)

Coordenador da Plataforma Juvenil para a Cidadania

Publicação

© 2016 - 2018 Todos os direitos reservados a Correio Kianda. | Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização.
Ficha Técnica - Estatuto Editorial RGPD