" />
Conecte-se agora

Sociedade

Matias Damásio: Advogados exercem direito de resposta

Vasco da Gama

Publicados

on

- matias damasio calabeto kivangoo - Matias Damásio: Advogados exercem direito de resposta

O Jornal online, Correio da Kianda, publicou, no dia 20 Outubro de 2018, uma reportagem sobre o processo-crime instaurado, pelas autoridades angolanas, contra o músico, Matias Damásio, em consequência do incumprimento de uma cláusula contratual entre este e a Casa Andy, uma empresa de direito angolano.

Na mesma reportagem, o Correio da Kianda cita fontes não reveladas que informam que os representantes legais do músico o terão abandonado por incumprimentos contratuais. No entanto, cita também, o escritório RC&A-Advogados, – com o qual falou – como sendo o responsável pela defesa do mesmo, no caso em concreto.

Porém, este escritório é de opinião que os motivos que levaram a rescisão do contrato, entre as partes, não foi o apresentado pelo Jornal, pelo que, entende, do seu jeito, repor a verdade dos factos.

Assim, nos termos do Capítulo Vº – Direito de Resposta e Rectificação – artº. 73º – Pressupostos do direito de resposta e de rectificação – conjugado com o artº 74º – Exercício do direito de resposta e de rectificação ambos da lei de imprensa, o Correio da Kianda publica, na íntegra, a carta recebida do RC&A –Advogados R.L. como direito de resposta…

Ao
CORREIO DA KIANDA.
LUANDA.
Ref. 046/RCA & A/2018
ASSUNTO: Exercício do Direito de Resposta.
A RC&A – ADVOGADOS Sociedade de Advogados R.L, vem na sequência da publicação feita por este órgão de comunicação, no dia 20 de Outubro de 2018 e posta a circular nas redes sociais, exercer o seu direito de resposta, o que faz nos seguintes termos:

1º Não corresponde à verdade a insinuação feita pelo articulista do texto em questão, quando refere que a RC&A, deixou de representar o músico, Matias Damásio, no processo em questão, por alegados incumprimentos do músico para com o escritório;

2º A RC&A esclarece que sempre manteve uma relação de mandato profícua com o músico em causa e com os seus demais constituintes, sendo razões de incompatibilidade de agenda que justificaram a impossibilidade de representação, pelo Escritório, no caso em concreto e não aquela que o Correio da Kianda fez passar na sua publicação.

3º Por esta razão e em nome da verdade e do profissionalismo que se impõem no exercício de um jornalismo isento e imaculado, a RC&A solicita que seja publicada a presente resposta, pela mesma via, para conhecimento da opinião pública nacional e internacional.

Luanda, 23 de Outubro de 2018

As Advogadas
Elma Teca
Artemísia Martins

Publicidade

Autores

Ana Margoso
Ana Margoso (3)

Jornalista

António Sacuvaia
António Sacuvaia (123)

Editor

Diavita Alexandre Jorge
Diavita Alexandre Jorge (5)

Politologo

Ladislau Neves Francisco
Ladislau Neves Francisco (7)

Politólogo - Comunicólogo - Msc. Finanças

Olivio N'kilumbo
Olivio N'kilumbo (8)

Politólogo

Vasco da Gama
Vasco da Gama (30)

Jornalista

Victor Hugo Mendes
Victor Hugo Mendes (8)

Jornalista e Escritor

Walter Ferreira
Walter Ferreira (2)

Coordenador da Plataforma Juvenil para a Cidadania

Publicação

© 2016 - 2018 Todos os direitos reservados a Correio Kianda. | Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização.
Ficha Técnica - Estatuto Editorial RGPD