" />
Conecte-se agora

Politica

União Europeia: Reformas em curso em Angola são “encorajadoras e positivas”

Redação

Publicados

on

união europeia: reformas em curso em angola são “encorajadoras e positivas” - transferir 1 1 - União Europeia: Reformas em curso em Angola são “encorajadoras e positivas”

O embaixador da União Europeia (UE) Em Angola, Tomás Ulicny, considerou hoje que as reformas em curso em Angola, sobretudo no domínio do combate à corrupção e impunidade, são encorajadoras e aumentam a confiança dos cidadãos ao sistema judicial.

“A política do Governo e as medidas tomadas durante o ano passado têm aumentado a confiança da população em termos do sistema judicial imparcial e justo, bem como da comunidade internacional, incluindo a União Europeia”, disse.

O diplomata falava hoje na cerimónia de abertura e uma reunião entre o ministro da Justiça e Direitos Humanos de Angola e embaixadores dos Estados-membros da UE, disse igualmente que as reformas em curso em Angola “são lições para outros países”.

Segundo Tomás Ulicny, as reformas em curso são “encorajadoras e positivas” com Angola a dar o “exemplo para os outros países”.

“Eu e os meus colegas estamos convencidos de que estamos num bom caminho para criar um exemplo de verdadeira parceria entre o principal país africano e a União Europeia”, apontou.

A reunião, que decorre na sede do Ministério da Justiça e dos Direitos Humanos de Angola, centro da capital angolana, enquadra-se na parceria estratégica denominada “Caminho Conjunto” entre Angola e a UE, assinada em 2012.

Para o embaixador da União Europeia em Angola, a reunião “demonstra claramente a decisão do Governo angolano para avançar na área dos Direitos Humanos, boa governação, luta contra a corrupção e impunidade” e “proporcionar mais espaços para as organizações da sociedade civil e liberdade de imprensa”, rematou.

Na abertura da reunião, o ministro da Justiça e dos Direitos Humanos de Angola, Francisco Queirós, recordou que a estratégia “Caminho Conjunto” é uma plataforma permanente que visa o diálogo e cooperação entre diferentes domínios e níveis baseados no respeito pelos interesses comuns.

“O diálogo consiste em permitir o intercâmbio de informações, a compreensão reciproca, a definição de prioridades e agenda comum através do reconhecimento dos laços existentes entre os vários vetores que constituem as diversas áreas a nível de cooperação”, observou.

Continue Lendo
Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of
Publicidade

Autores

Ana Margoso
Ana Margoso (3)

Jornalista

António Sacuvaia
António Sacuvaia (123)

Editor

Diavita Alexandre Jorge
Diavita Alexandre Jorge (5)

Politologo

Ladislau Neves Francisco
Ladislau Neves Francisco (7)

Politólogo - Comunicólogo - Msc. Finanças

Olivio N'kilumbo
Olivio N'kilumbo (8)

Politólogo

Vasco da Gama
Vasco da Gama (30)

Jornalista

Victor Hugo Mendes
Victor Hugo Mendes (8)

Jornalista e Escritor

Walter Ferreira
Walter Ferreira (2)

Coordenador da Plataforma Juvenil para a Cidadania

Publicação

© 2016 - 2018 Todos os direitos reservados a Correio Kianda. | Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização.
Ficha Técnica - Estatuto Editorial RGPD