Connect with us

Sociedade

2023 foi o ano mais mortífero para jornalistas, diz relatório

Published

on

O relatório anual da Campanha do Emblema de Imprensa registou pelo menos 140 mortes violentas de repórteres em 28 países, no ano de 2023, tendo sido considerado o ano mais mortífero da última década.

Para a CEI, trata-se de um aumento anual de mais de 20% em relação a 2022, quando 116 jornalistas foram mortos.

Segundo os dados da organização não-governamental, a Faixa de Gaza tem sido a região com mais assassínios de profissionais da comunicação social em todo o mundo, com 81 mortos desde o início da ofensiva entre Israel e o grupo islâmico Hamas, em 07 de Outubro, até 31 de Dezembro.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *