Connect with us

Politica

“2021 vai ser de grandes desafios pré-eleitorais para o MPLA”, diz Mário Pinto de Andrade

Published

on

O coordenador do grupo de acompanhamento do secretariado do Bureau Político do Comité Central do MPLA à província do Huambo, Mário Pinto de Andrade, disse, nesta sexta-feira, 12, que o MPLA está a afinar a sua máquina com a preparação dos seus militantes, amigos e simpatizantes “para a vitória que se pretende alcançar no próximo pleito eleitoral”.

Mário Pinto de Andrade cumpre uma jornada partidária, nesta província, onde destacou que o ano 2021 vai ser de grandes desafios pré-eleitorais para o seu partido.

“O ano 2021 é muito importante para o MPLA por vários motivos, primeiro pela realização do congresso da Organização da Mulher Angolana (OMA), marcado ainda para este mês de Março e segundo, em Dezembro, acontece o VIII congresso do partido”.

O dirigente partidário manifestou que o MPLA vai, igualmente, entrar no processo orgânico à nível das assembleias de organização de base, conferências comunais, distritais, municipais e provinciais. O partido vai passar num processo de reformas e renovação de mandatos de 51% dos seus dirigentes.

O membro do Bureau Político do Comité Central do MPLA disse ainda que neste processo haverá paridade nas conferências, onde o género feminino estará representado em 50%.

“O MPLA é o povo e o povo é o MPLA”, esta sigla mostra que o partido é uma grande família e por isso é necessário ouvir as pessoas dentro e fora da família, com isso o ‘termómetro’ que começou ontem na capital do país, tem a ideia de colher opiniões de pessoas diferentes sobre a sociedade angolana e o partido vai ouvir as opiniões destas individualidades e discutir as mesmas, que vão servir de contribuição que vão ajudar a melhorar a sua visão sobre a governação”.

Mário Pinto de Andrade considerou que este modelo que vai ser feito a cada dois meses, a ser replicado em todas as sedes províncias e seus municípios, um processo que indica que o MPLA está em marcha auscultando cada vez mais as diversas franjas da sociedade, porque este processo é que ajuda a fazer a democracia.

 “Este partido tem responsabilidade de governação e por isso temos a ideia de que o MPLA faz parte de uma grande família, que unida ao partido, vamos vencer os desafios do presente e do futuro”.

Mário Pinto de Andrade comunicou, igualmente, que foi ao Huambo para transmitir aos militantes da província as orientações saídas do Seminário Nacional Metodológico sobre o trabalho de relação do MPLA, realizado na sexta-feira e sábado pelo secretariado do Bureau Político do MPLA, durante os quatro dias de trabalho no Huambo. O coordenador do grupo de acompanhamento do secretariado do Bureau Político do Comité Central do MPLA à província, Mário Pinto de Andrade, manteve um encontro com a primeira secretária do partido, Lotti Nolika, e com os membros do secretariado da comissão executiva do comité provincial, bem como com os membros do comité municipal, comunais, de vilas afectas ao município sede do Huambo.

Na sequência do seu programa nesta província, Mário Pinto de Andrade vai se deslocar aos municípios do Ukuma, Longonjo, Bailundo e Cachiungo para constatar a vida das organizações de base, através de encontros de diferentes CAPs e CASPs e a sua visita termina neste domingo com um acto político de massas na zona da Etunda, sector das Cacilhas, cidade do Huambo.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Advertisement

Colunistas

Daniel Sapateiro
Daniel Sapateiro (1)

Economista e Docente Universitário

Ladislau Neves Francisco
Ladislau Neves Francisco (25)

Politólogo - Comunicólogo - Msc. Finanças

Olivio N'kilumbo
Olivio N'kilumbo (21)

Politólogo

Vasco da Gama
Vasco da Gama (87)

Jornalista

Walter Ferreira
Walter Ferreira (20)

Coordenador da Plataforma Juvenil para a Cidadania

© 2017 - 2021 Todos os direitos reservados a Correio Kianda. | Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização.
Ficha Técnica - Estatuto Editorial RGPD