Conecte-se agora

Desporto

1º de Agosto vence e está na Final Four

Ao derrotar ontem o eterno rival, Petro de Luanda, por 74-57, em partida referente aos quartos-de-final da Elite G-8, o 1º de Agosto assegurou a qualificação para as meias-finais da I edição da AfroLiga sénior masculina de basquetebol, cuja etapa decisiva ainda não tem país designado.

Redação

Publicados

on

1º de agosto vence e está na final four - 1   de Agosto - 1º de Agosto vence e está na Final Four

Com uma postura arrogante desde o apito inicial, mesmo estando em vantagem na eliminatória (13 pontos), depois do triunfo, 70-57, no primeiro desafio, os rubro e negros subalternizaram os petrolíferos.

Sem determinação e a acusarem a responsabilidade de terem de ganhar por um mí-nimo de 14 pontos, a formação do Eixo Viário nunca conseguiu impôr-se e em alguns momentos deu mostras de um conjunto sem fio condutor, amorfo e irresponsável tacticamente. Para uma equipa que se esperava competitiva, os tricolores foram presas fáceis para os militares. No primeiro quarto, Childe Dundão, Carlos Morais, Olímpio Cipriano e companheiros ficaram quatro minutos sem marcar um ponto, chegando a perder por 12-2. Nú-meros demasiado aquém para um combinado que desde o início se propunha ganhar de forma convincente e assim afastar o adversário.

Determinados defensivamente e sempre a exercerem pressão sobre o portador da bola, nas saídas para o ataque, os jogadores do 1º de Agosto não deram tréguas aos opositores e obrigaram-nos a cometer inúmeros erros.

Apesar de mal na marcação defensiva e nas “fugas” dos bloqueios directos montados pelos contrários, os pupilos de Adingono conseguiram ir para o balneário a perder por cinco pontos, 31-36.

No reatamento e numa altura em que as esperanças numa entrada de rompante eram enormes, a formação do Eixo Viário continuou ineficaz no contexto ofensivo e permissiva defensivamente.

Com condições criadas para jogar confortavelmente, pois o fundamental seria não perder por números superiores a 14, os agostinos quiseram, mesmo assim, fazer imperar a lei do mais forte.

Em 43 arremessos dos dois pontos, os militares marcaram 21 (48,8 por cento), contra 23 tentados e 10 convertidos (43,5) dos petrolíferos. Nos lançamentos de três pontos, em 14, contaram seis (42,6), já o Petro fez, em 41 arremessos, oito acertos (19,5). Na linha dos lances livres, em 20 tentados, o 1º de Agosto marcou 14 (70) e o opositor encestou 13 em 22, (59,1).

 

JA

Continue Lendo
Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of
Publicidade

Colunistas

Ana Margoso
Ana Margoso (14)

Jornalista

António Sacuvaia
António Sacuvaia (220)

Editor

Diavita Alexandre Jorge
Diavita Alexandre Jorge (12)

Politologo

Ladislau Neves Francisco
Ladislau Neves Francisco (12)

Politólogo - Comunicólogo - Msc. Finanças

Olivio N'kilumbo
Olivio N'kilumbo (12)

Politólogo

Vasco da Gama
Vasco da Gama (58)

Jornalista

Victor Hugo Mendes
Victor Hugo Mendes (9)

Jornalista e Escritor

Walter Ferreira
Walter Ferreira (4)

Coordenador da Plataforma Juvenil para a Cidadania

Publicação

© 2016 - 2018 Todos os direitos reservados a Correio Kianda. | Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização.
Ficha Técnica - Estatuto Editorial RGPD