Connect with us

Economia

19% do crescimento do PIB vem dos Transportes

Published

on

O sector dos Transportes e Armazenagem registou um aumento de 19% na contribuição para o Produto Interno Bruto de Angola, do terceiro para o quarto trimestre de 2022, fruto do aumento das frequências de voos regionais e intercontinentais e do aumento da frota de autocarros.

A informação consta da Folha de Informação Rápida do Instituto Nacional de Estatística (INE), recentemente divulgada, referente às Contas Nacionais do quarto trimestre de 2022, que revela que as actividades de Transporte e Armazenagem foram as que mais contribuíram positivamente para a variação do PIB no IV trimestre de 2022 em relação ao III trimestre de 2022, quando a contribuição esteve na ordem
dos 0,19 p.p.

Assim, o Valor Acrescentado Bruto do Transporte teve um crescimento de cerca de 36,8%, no IV trimestre de 2022 em relação ao trimestre homólogo, contribuindo positivamente em 1,14 p.p., na variação total do PIB.

O aumento, segundo o informe, deveu-se ao crescimento exponencial no sector, fruto de aumento de frequências de voos regionais e intercontinentais e aumento da frota de autocarros.

Reagindo a propósito, o Ministro dos Transportes, Ricardo Viegas D’Abreu, disse, na oitava edição do CaféCIPRA, realizada recentemente em Luanda, “que o sector dos Transportes se encontra numa fase de consolidação de reformas, o que permitiu a criação de muitas oportunidades para os operadores económicos e benefícios para os cidadãos”.

No último ano, a contribuição do sector de Transportes e Armazenagem ao nível do Produto Interno Bruto, já foi bastante expressiva, como demonstram os valores agora divulgados pelo INE.

Os dados mostram que o PIB no acumulado do ano até o IV trimestre de 2022 cresceu 3,0% em relação a igual período de 2021.

Esta variação positiva também abrange as actividades de Transporte e Armazenagem com um aumento de 32,8%.

O PIB cresceu 0,2% na passagem do III trimestre para o IV trimestre de 2022, levando-se em consideração a série com ajuste sazonal.

Sublinhou que através dos indicadores económicos do sector, é notório a melhoria dos seus resultados ao longo do exercício económico de 2022 que mantêm a evolução do contributo para a produção de riqueza nacional.

Ricardo Viegas D’Abreu acredita que esta tendência de crescimento na contribuição do aumento do PIB se irá manter-se, pois o Plano Director Nacional do Sector dos Transportes e Infra-estruturas Rodoviárias reserva dois grandes projectos e serviços para promover a dinamização e o crescimento da economia nos subsectores Marítimo, Portuário e da Aviação Civil.

No quarto trimestre de 2022, o PIB totalizou 13.934.871 milhões kwanzas, sendo 168.910 milhões de kwanzas aos Impostos sobre Produtos líquidos de Subsídios. E o PIB nominal anual preliminar, resultante da soma dos quatros trimestres de 2022, é de 53.376.629 milhões de kwanzas.

Considerando o Valor Agregado das actividades no trimestre, os Transportes e Armazenagem contribuíram com 374.242 milhões de kwanzas.

O sector dos transportes e armazenagem compreende o transporte de passageiros e de mercadorias, regular ou não, por via-férrea, estrada, água e por condutas (pipelines), assim como as actividades auxiliares do transporte (manuseamento de carga, armazenagem, controlo de tráfego, parques de estacionamento, etc.), os agentes transitários e actividades dos correios.